Se não é a mais importante, com certeza faz parte dos aspectos primordiais que uma empresa precisa ter para ser bem posicionada no mercado de trabalho: seus colaboradores, suas equipes! Pessoas são o bem maior de qualquer empresa. São elas que dão alma, forma, sentido em toda organização, mas não de forma isolada. A interação é fundamental para o crescimento da empresa como um todo e é nesse contexto que as equipes se formam.

E um dos pontos que mais contribuem para uma equipe bem formada é a diversidade; diferentes perfis se complementam com habilidades, ideias e formações diferenciadas.

E para que essa equipe tenha sucesso, alguns ingredientes não podem faltar, pois irão fortalecer seus participantes: confiança em si próprio e nos colegas, o uso do discernimento, conhecer bem as suas responsabilidades e da área a que pertence, ter iniciativa na solução de problemas, utilizar métodos inovadores nos processos, ter respeito ao próximo, compreendendo as diferenças e buscando sempre a ideia de que todos juntos são mais fortes, preservando o senso de união, com o auxílio mútuo em todas as situações para obter resultados de sucesso para a organização.

Sabemos que o trabalho em equipe é mais que simplesmente formação de um grupo. São pessoas com vivências diferentes que vão se integrar nas expectativas que foram alinhadas para terem sucesso nas entregas de resultados, com interdependência e complementariedade, primando pelo progresso individual e coletivo. Mas, também sabemos que divergências acontecem, muitas vezes por opiniões diferentes ou outras situações que podem levar aos conflitos. Conflitos são bem-vindos quando se trata de ideias diferentes para compor um todo maior e se chegar a um consenso, respaldando as ações do time!

Quando os conflitos são pessoais, podemos perceber que, em geral, a equipe ainda não está fortalecida como time. Cabe às lideranças dirigir, estimular, propiciar diálogo transparente e respeitoso, gerenciar conflitos e manter um clima laboral harmonioso e propício à criatividade e união. Assim, os colaboradores serão capazes de refletir e direcionar as ideias para o objetivo maior: o da empresa, isto é, atender aos quesitos que foram demandados e entregar as soluções, sem deixar que as reações emocionais atrapalhem o fim desejado, que é o resultado positivo.

Segundo Sylvia Vergara, em seu livro Gestão de Pessoas, trabalhar em equipe implica um senso de missão compartilhada e de responsabilidade coletiva e reforça que: “Uma equipe tem de saber a que vem. Tem de saber a razão de sua existência. Tem de ter consciência do propósito que a sustenta e a move”.

Conclusão

O senso de equipe é de grande importância na vida do profissional. Convidamos você a refletir sobre essas considerações. Comece a aplicar esses conceitos na sua equipe de trabalho agora mesmo! Esperamos que este artigo ajude você no seu desenvolvimento individual, na relação com seus colegas de equipe e nos resultados de sua empresa! Caso haja dúvidas, em relação a este artigo, não hesite em deixar um comentário abaixo.